Paulo Rangel exige intervenção de Josep Borrel sobre a suspensão da TAP na Venezuela

Paulo Rangel exige intervenção de Josep Borrel sobre a suspensão da TAP na Venezuela

O eurodeputado do PSD, Paulo Rangel, exigiu esta tarde a intervenção imediata do Alto Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrel, na questão da suspensão dos vôos da TAP na Venezuela.

O deputado social democrata, que era o único português presente na reunião da Comissão dos Assuntos Externos do Parlamento Europeu, considerou “inaceitável que o alto representante não se tenha ainda pronunciado” prosseguiu dizendo que não pode admitir-se que a União Europeia não tome uma posição oficial sobre este assunto. Lamentou também que o Governo português não tivesse solicitado o apoio da União Europeia nesta questão. A passividade do Alto Representante é tanto mais grave quanto se temem retaliações do regime de Maduro sobre os portugueses e os luso descendentes residentes naquele país.

 A representante do Serviço Europeu de Acção Externa, Véronica Lorenzo, respondeu dizendo que a medida de suspensão dos voos da TAP adoptada pelo regime de Maduro era de facto inaceitável

Numa segunda intervenção o eurodeputado, Paulo Rangel, exigiu que a União Europeia adoptasse uma posição oficial de condenação, através do Alto Representante. Ao que foi retorquido que esta exigência será comunicada ao Alto Representante, que decidirá se fará ou não uma declaração oficial. 

Na sequência da resposta ambígua da representante do Serviço Europeu de Acão Externa, Véronique Lorenzo, os deputados do PSD no Parlamento Europeu, amanhã, vão dirigir uma pergunta escrita ao Alto Representante no sentido de esclarecer qual a sua posição e da UE em face da medida de suspensão de voos de uma companhia aérea Europeia

Paulo Rangel
Lídia Pereira
José Manuel Fernandes
Maria Graça Carvalho
Álvaro Amaro
Cláudia Monteiro de Aguiar