Sofia Ribeiro levanta a questão: “será possível produzir mais com menos?”

A Eurodeputada Sofia Ribeiro organizou no Parlamento Europeu um seminário intitulado “O impacto das políticas europeias nos Agricultores: Será possível produzir mais com menos?”, tendo afirmado que “esta é uma realidade que não poderemos ignorar, e este debate surge numa altura que considero fundamental, numa altura em que se está a preparar a revisão da Política Agrícola Comum - PAC pós 2020”.

Esta iniciativa contou com a co-organização da CAP - Confederação de Agricultores de Portugal e decorreu no âmbito de um convite que Sofia Ribeiro realizou à recentemente eleita direção desta importante organização dos Agricultores. Segundo a Eurodeputada “aproveitei a vinda destes dirigentes agrícolas para auscultar as necessidades e anseios do sector, no que concerne à reforma da PAC, mas também deixei uma palavra de reconhecimento pelo que o anterior presidente da CAP, João Machado, fez pela agricultura nacional, e uma palavra de estímulo para o novo presidente, Eduardo Oliveira e Sousa, para os desafios que se avizinham, apostando num trabalho conjunto em prol do sector agrícola, para mais, quando esta nova direção tem como Vice-presidente, o Presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita”.

O seminário contou com diversas participações, quer do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia, do COPA-COGECA (entidade que representa os Agricultores e Cooperativas Agrícolas Europeus), bem como de diversas organizações de produtores espanhóis, gregos, italianos e franceses. No entanto, Sofia Ribeiro destacou a intervenção do representante da Associação Europeia de Proteção de Colheitas - ECPA, pois “introduziu a questão da utilização dos pesticidas na agricultura de uma forma séria e que permitiu perceber as suas vantagens e desvantagens. Este é um assunto, no meu entender, que marcará os próximos anos a nível europeu, pois a pressão dos consumidores para a menor agressão possível ao meio ambiente é cada vez maior e os agricultores têm de estar preparados para isto e saber defender-se de algumas acusações que são falsas, injustas e completamente irrealistas.”   

A concluir as suas declarações, Sofia Ribeiro afirmou que “as conclusões deste debate foram partilhadas por todos. Utilizando a questão de lançamento da discussão, considero que os agricultores terão alguns “menos”, nomeadamente, e possivelmente, menos dinheiro (ajudas), menos herbicidas e químicos e menos água disponível, devido às alterações climáticas. Do lado dos “mais”, estes terão de produzir mais, com ainda mais qualidade e de uma forma ainda mais sustentável do ponto de vista ambiental. Foi um debate muito interessante, em que a Comissão Europeia tomou boa nota das nossas preocupações de modo a que na próxima comunicação sobre a PAC, estas já estejam integradas. Gostaria também de referir que este seminário contou com uma delegação do PSD/Açores, liderada pelo Deputado António Almeida, responsável pelos assuntos de Agricultura do PSD/A no Parlamento Regional, que muito me honrou”.