Eurodeputado José Manuel Fernandes distinguido pela “defesa dos valores europeus e cristãos”

Igreja Ortodoxa Ucraniana entrega distinção honorífica em jantar solidário a favor de crianças órfãs vítimas da guerra no leste da Ucrânia

Pelo trabalho desenvolvido no Parlamento Europeu na defesa dos direitos humanos e no apoio a povos oprimidos, o eurodeputado José Manuel Fernandes recebeu uma distinção honorífica da Igreja Ortodoxa Ucraniana, formalizada num jantar de solidariedade a favor de crianças órfãs vítimas da guerra no leste da Ucrânia.

Sensibilizado pela distinção formalizada através de um decreto oficial da Igreja Ortodoxa e respectiva medalha honorífica, José Manuel Fernandes realçou a responsabilidade acrescida para a missão que tem levado a efeito e que pretende continuar a cumprir no Parlamento Europeu.

“O que estou a fazer é cumprir a minha missão: a defesa dos valores europeus e cristãos, como são a solidariedade, a defesa da dignidade humana, o respeito pelos direitos das pessoas, a partilha e a paz”, afirmou o eurodeputado, no evento solidário que na noite de sexta-feira juntou portugueses e ucranianos na Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila Verde.

José Manuel Fernandes recebeu do Arcebispo Ilarion, chefe da Administração dos Assuntos Exteriores da Igreja Ortodoxa Ucraniana, o decreto oficial e a medalha que passou a ostentar ao peito, como “sinal do reconhecimento e agradecimento de todos os ucranianos”.

Ajudado na tradução pelo padre ortodoxo Vasyl Bundzyak, líder da UPE - Associação Centro Social e Cultural Luso-Ucraniano, o Arcebispo Ilarion realçou “a importante ajuda” de José Manuel Fernandes no Parlamento Europeu para “a consolidação da relação de amizade entre a Europa e a Ucrânia, sobretudo num período extremamente difícil para o povo” daquele país do leste.

“É um gesto que me toca”, confessou José Manuel Fernandes, manifestando-se disponível para continuar a ajudar e a dar o máximo no cumprimento da sua missão, como é a necessidade de que “também na Ucrânia haja paz e se pratiquem os valores europeus”.

O eurodeputado, que já esteve na Ucrânia em missão do Parlamento Europeu para avaliação de apoios ao país em situação de conflito armado e degradação socioeconómica, mostrou-se esperançado em regressar ao país e encontrar paz e condições para o desenvolvimento e melhoria das condições de vida dos ucranianos”.

“Para além da paz, que a Ucrânia e o seu povo possam dispor de um Estado de Direito, uma democracia mais forte e participativa, uma administração pública séria e transparente”, vaticinou José Manuel Fernandes.

A União Europeia tem procurado ajudar a Ucrânia, nomeadamente através de subsídios e empréstimos a juros reduzidos, assim como apoio e pressão política para travar e desmotivar a ofensiva russa sobre os seus territórios.

O reconhecimento do trabalho e do apoio de José Manuel Fernandes à causa ucraniana foi ainda reforçado pelo Pe Vasyl Bundzyak, que reiterou o agradecimento dos responsáveis da igreja ortodoxa à mobilização dos portugueses para mais uma ação solidária, neste caso a favor de crianças órfãs devido à guerra no país.

Angariar receitas para comprar roupas e brinquedos para estas crianças foi o objetivo do jantar solidário, em que participaram mais de 120 pessoas e que contou também com o cônsul Anatolii Koval. O serviço foi assegurado pelo Chefe Vinagre e formandos da EPATV, numa iniciativa que envolveu igualmente um projeto Erasmus+ da EPATV, a par da UPE - Associação Centro Social e Cultural Luso-Ucraniano, sediada em Braga e que tem desenvolvido diversos projetos e programas para a integração dos ucranianos na vida social, económica em Portugal, abrangendo imigrantes e também portugueses das comunidades envolventes. A instituição tem igualmente desenvolvido ações e esforços para apoio aos cidadãos ucranianos que têm sido afetados pela guerra no leste da Ucrânia.

2017/11/25