Aprovado relatório de opinião de Cláudia Monteiro de Aguiar sobre a Economia do Mar

Responsável no maior grupo político pelo presente relatório, Cláudia Monteiro de Aguiar salienta que "é urgente colocar o mar no topo das prioridades nacionais e europeias, não só pelo forte potencial que existe por explorar em várias áreas estratégicas mas também porque contribuirá decisivamente para alavancar o crescimento económico e gerar emprego".

Os Eurodeputados defendem que a Comissão Europeia deve propor uma definição de economia azul que abranja a totalidade da produção e dos empregos do mar assim como solicitam que sejam identificadas as actividades na União Europeia com maior potencial de desenvolvimento e afirmação da Economia Azul.

A Eurodeputada madeirense defendeu, aquando da aprovação do relatório, a necessidade de ser desenvolvido um planeamento estratégico das actividades da Economia Azul, serem clarificados os modos de financiamento directo e ser elaborado um plano de acção por forma a dinamizar o sector da Economia do Mar até 2020. Cada uma das actividades identificadas deve conter um número de ideias específicas que deverão merecer o apoio de fundos europeus, nomeadamente do Banco Europeu de Investimento (BEI), do programa de Inovação "Horizonte 2020" ou do novo "Plano de Investimentos" proposto pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Ideias estas contempladas no próprio relatório aprovado hoje.

No passado mês de Abril, a deputada reuniu com 60 especialistas europeus com o intuito de recolher contributos para o relatório que estava então a ser discutido. Cláudia Monteiro de Aguiar defendeu, na altura, que "Portugal tem um enorme potencial na área da economia do mar, devendo apostar fortemente na aquacultura, turismo náutico e energia eólica off-shore. No entanto, temos também de criar novos negócios na Economia Azul, incentivando o empreendedorismo e a criação de startups com forte potencial de afirmação na área marítima".

Recentemente a ACIF apresentou o "Documento Estratégico para o Mar da RAM" e a Secretária Regional defendeu que o desenvolvimento da Madeira e Porto Santo passa pela valorização do mar e por explorar as oportunidades que existem na Região.

"Num momento em que a Economia do Mar começa a ser debatida na Região Autónoma da Madeira, entendo que é importante envolver os vários parceiros estratégicos da região por forma a que todos trabalhem em conjunto e de forma articulada na dinamização desta importante actividade económica" salienta Cláudia Monteiro de Aguiar.

Reforçando a importância que a Economia do Mar merece actualmente, o Presidente da República está a participar numa missão empresarial à Noruega, tendo inclusivamente durante o dia de ontem proposto a futura criação de um Ministério do Mar com o intuito do mar continuar a ser considerada uma prioridade nacional.